sexta-feira, 14 de novembro de 2014

PLENO DO TRT 18 CONFIRMA A CONSTITUCIONALIDADE DA LEI DE NOSSA ANISTIA


Neste histórico dia 13/11/2014 a Justiça prevaleu a perseguição, a destruição encomendada, enfim venceu o bem e se confirmou o milagre que Deus fez em nossas vidas. Este milagre chamado Anistia é intocável porque ele foi concedido por Deus e ditador nenhum conseguirá destruí-lo.
O Desembargador Paulo Pimenta, na condição de relator do processo, uma vez mais, em suas colocações um tanto quanto efusivamente contrárias, nos remeteu a época em que fomos despejados de nossos trabalhos sem qualquer cuidado, sem qualquer efusiva defesa de nossos direitos. Confesso que por de traz de minha máquina fotográfica, as lágrimas rolaram também sem qualquer piedade. Chorei pela a frieza das palavras deste homem que cortava na carne de todos os anistiados ali presente, sem se importar com a história que cada um carrega consigo. Mas chorei também de emoção quando o Desembargador Elvecio Moura lembrou a perseguição sofrida pelo o Dr. Henrique Santillo, então Governador do Estado de Goiás, imposta pelo o Banco Central à CAIXEGO, através da "inanição financeira". E ao final da sessão de julgamento quando os desembargadores Elvecio Moura, Gentil Pio e a presidente do TRT, Elza Silveira, votaram pela constitucionalidade das normas questionadas, as lágrimas foram coletivas e a emoção que reinou naquela plenário se transformaram em oração de agradecimento a Deus por confirmar uma vez mais que Ele estava ali, no meio de nós, e que a nossa ANISTIA é intocável porque ela foi a promessa Dele para nós.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

CONVOCAÇÃO URGENTE E OBRIGATÓRIA PARA QUEM ZELA POR SUA ANISTIA


COMPANHEIROS...A reunião de hoje foi adiada para o dia 01.09.14 às 13 hrs no Tribunal Regional do Trabalho, 18ª Região, na Avenida T-1, esquina com a Rua Orestes Ribeiro, nº 1403 - Setor Bueno. Hoje compareceram em torno de 300 guerreiros e guerreiras e precisamos de 1.000, 1500 ou mais pessoas na ativa ou não , familiares, amigos, simpatizantes de nossa luta, para darmos um "abraço" simbólico no TRT no próximo dia 01 de setembro e mostrarmos a nossa força. Como foi dito pelo o nosso presidente Antonio Alencar Filho, o momento é muito delicado e crucial. Precisamos mobilizarmos e mostrarmos a nossa cara. Todos nós somos responsáveis pelo os próximos acontecimentos. Por favor repassem, convidem seus familiares, amigos e vamos engrossar esta luta. De que adiantará você permanecer em seu trabalho neste dia e perde-lo para sempre? Pasmem: Hoje em um determinado órgão alguns dos anistiados foram para casa, ao invés de participarem do julgamento no TRT. Dá para engolir uma coisa destas? Até quando as pessoas vão esperar que os outros lutem por eles? É muita burrice e cara de pau mesmo ! Vamos nos incumbir de levarmos o maior número de pessoas possíveis. Repito: O momento é muito delicado MESMO ! GUERREIROS E GUERREIRAS O MOMENTO É ESTE !

sábado, 16 de agosto de 2014

ANISTIADOS DA CAIXEGO ACOMPANHAM O GOVERNADOR MARCONI PERILLO NA ROMARIA DE NOSSA SENHORA D'ABADIA DO MUQUÉM!





No dia 15 de Agosto de 2.014, Ex Anistiados da Caixego, incluindo o Presidente da ARC, Antonio Alencar Filho, e vários componentes da Diretoria desta Associação,acompanharam o Governador Marconi Perillo e assistiram uma missa celebrada pelo o Bispo Dom Messias no santuário de Nossa Senhora D'Abadia do Muquém.
Os Anistiados da Caixego, saíram de Goiânia por volta de meia noite de quinta-feira, passando por Anápolis, onde embarcaram nesta peregrinação,Eu, Maria Ivone Alves Figueiredo, Diretora da ARC e responsável por este Blog, Rivadávia Barbosa Alencar, também diretor da associação.
Nos dirigimos para a Romaria do Muquém em um confortável ônibus, onde a amizade, respeito, alegria, união, companheirismo, nato desta turma, tornaram nossa viagem mais prazerosa e inesquecível.
A missa foi celebrada às 9:00 hrs pelo o Bispo emérito de Uruaçu, Dom Messias, que em sua pregação colocou a importância de nosso voto, na escolha do futuro Governador do Estado, Senador, e demais Deputados. Na oportunidade, ele descreveu o quanto o Governador Marconi Perillo faz por aquela região e que há 30 anos é romeiro presente anualmente a Romaria de Nossa Senhora D'Abadia do Muquém.
O Governador foi ovacionado por diversas vezes, no decorrer da celebração, pelos os romeiros presentes,com aplausos em uma demonstração espontânea de carinho, quando o
nome de Marconi Perillo era mencionado.
Ao término da missa o Governador Marconi Perillo se misturou aos peregrinos da fé, e foi carinhosamente solicitado para fotos e nós também estávamos lá, para rezar e demonstrarmos nossa gratidão, reconhecimento e apoio incondicional ao Pai da Anistia do Ex Funcionários da Caixego.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

CONVITE ESPECIAL



Convite Especial


SAÍDA: MEIA-NOITE DE 5ª PARA 6ª FEIRA

RETORNO: 13h DE 6ª FEIRA



Meus irmãos e minhas irmãs, guiado pelo coração e buscando a unificação de nossos pensamentos em prol de uma grande conquista, convido os amigos e amigas para participarem dessa Romaria. Com esse fim, estamos disponibilizando dois ônibus. Os interessados deverão entrar em contato com o Thomazinho, que estará de plantão, nesta quarta-feira, a partir do meio-dia. Os telefones para contato são: 3223-5474 e 3225-3260



Um grande abraço a todos,

Antônio Alencar Filho





NOTA: A Romaria do Muquém existe desde o século XVIII do período da mineração e da escravidão. É tradição há mais de 250 anos. Desde 1748 é considerada uma das maiores do mundo, e a celebração religiosa, a mais antiga de Goiás. Os romeiros fazem um longo percurso carregando a imagem de Nossa Senhora da Abadia. Saem da cidade de Niquelândia e seguem pela Rodovia da Fé, fazendo o percurso com início na Igreja Matriz da Paróquia São José, passando pela Paróquia Nossa Senhora da Abadia e terminando no Santuário de Muquém.

© 2014 Microsoft Termos Privacidade e cookies Desenvolvedores Português (Brasil)

sábado, 9 de agosto de 2014

REUNIÃO COM GOVERNADOR E ANISTIADOS DA CAIXEGO


O governador Marconi Perillo (PSDB) foi ovacionado na noite desta quinta-feira (7/8) em reunião organizada pelos anistiados da Caixa Econômica do Estado de Goiás (Caixego), realizada no Centro de Convenções de Goiânia. Diante de mais de dois mil servidores, o tucano reafirmou seu compromisso com a classe, que considera “injustiçada”, e agradeceu: “Sou grato todos os dias por ter reparado esse grande dano, que é a maior injustiça do Estado”, disse, referindo-se à situação dos servidores após a liquidação do banco.

Marconi reiterou que, em nenhuma de suas administrações, deixou de trabalhar para resolver a situação dos anistiados. “Vocês foram humilhados, sacrificados, prejudicados e suportaram quase 25 anos de injustiça. Trabalharam arduamente pela Caixa Econômica do Estado de Goiás e de repente, da noite para o dia, o mundo ruiu. Abriu-se uma grande fenda e ninguém teve a decência de tentar retirar vocês de lá, pelo contrário, se pudessem jogar terra em cima, o teriam feito. Tinham em vocês um fardo, um peso, mas eu não. Vocês são leves e bons de serviço”, afirmou.

A Caixego foi liquidada extrajudicialmente durante o governo Collor (1990-1992) e oficialmente extinta em 31 de dezembro de 1997. Abalada pelo Plano Collor, o Banco Central decidiu pela sua liquidação. À época, a Caixego tinha um quadro de 3.680 funcionários atendendo em 143 agências e postos de atendimento em todo o Estado.

Após sua liquidação, 124 ex-servidores entraram com Ação Civil Pública no Ministério Público (MP) reclamando direitos trabalhistas. A Justiça concedeu a eles o direito de receber R$ 10 milhões, porém, dias antes do segundo turno das eleições para o governo em 1998, R$ 5 mi teriam sido entregues a Otoniel Machado, irmão de Iris Rezende e coordenador de sua campanha naquele ano.

Segundo a acusação, o valor foi usado em favor de Iris naquela disputa, que terminou com a vitória de Marconi Perillo. A Justiça, porém, absolveu todos os acusados e o uso do dinheiro na campanha do peemedebista não foi comprovado.

Em janeiro do ano passado, o governador assinou a anistia a ex-servidores da Caixego, que passaram a ter a possibilidade de integrar o quadro transitório da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan) mediante requisição.

Falando aos anistiados, o governador lembrou de sua esposa, Valéria Perillo, que já foi funcionária de banco, ao ressaltar sua alegria ao reparar o que chama de “injustiça histórica”. “Todos vocês que estão aqui são funcionários e seres humanos preparados, bem qualificados, e que dedicaram suas vidas à atividade bancária na Caixego. Eu sou esposo de uma ex-bancária. Valéria trabalhou no caixa do Bradesco durante seis anos e ela me conta como é dura a vida de bancário”, relatou.

Marconi não perdeu a oportunidade de mais uma vez ressaltar que os Cais são de responsabilidade da administração municipal, e não do governo estadual. “Eu tenho orgulho do que nós fizemos pela Saúde em Goiás. Revolucionamos a área e firmamos nossos hospitais, Hugo, Crer, HDT, HGG, etc., como referência nacional em atendimento, diagnóstico e também pesquisas. As pessoas confundem, vão a um Cais, são maltratadas, está ruim, mas acham que a culpa é nossa e não da prefeitura. Nós, sim, respeitamos o povo”.

Ele também citou avanços de sua gestão na educação e as obras de infraestrutura realizadas, pontuando que as ações da atual administração como eficazes e revolucionárias: “nosso governo faz o possível para desenvolver o Estado, nosso PIB multiplicou por 10 neste tempo em que sou governador. As exportações foram multiplicadas por 20, mais de um milhão de empregos foram gerados. Goiás era visto lá fora como um estado periférico, um estado que só tinha índio, hoje nós somos respeitados no Brasil inteiro pela liderança política que temos, pela economia e pelo nosso povo”.

Rebate a críticas

A oportunidade foi também para rebater críticas de opositores, principalmente na área de segurança pública. “Hoje, os opositores querem falar demagogicamente de segurança. Só neste ano nós estamos contratando 3,8 mil policiais, nós fizemos 10 mil promoções para a Polícia Militar neste governo, melhoramos os salários, fizemos um reescalonamento na carreira, nunca se investiu tanto na área”, ressaltou o governador, afirmando que trata-se de “milagre” a realização do que propõem os opositores. “Quando estavam no poder, não pagavam salários em dia, policial andava naqueles Fiats 147, que viviam estragados, sem combustível, policial não tinha nem revólver.”

Ele alfinetou diretamente o também candidato ao governo do Estado Iris Rezende (PMDB): “Falaram que em seis meses resolveriam o problema do transporte público em Goiânia. Resolveu nada! Fez foi piorar”, criticou Marconi. E o governador seguiu relembrando a crise financeira em Goiânia: “agora o problema na prefeitura de Goiânia parece que não é de ninguém, deixaram uma bomba, o problema tá aí. Nem o lixo eles dão conta de recolher, e tem gente que ainda fala: ‘é culpa do Marconi’”, lamentou.

Ao final, o tucano garantiu que, caso reeleito, vai continuar com “o progresso e desenvolvimento já conquistados”. “Eu só peço o dia 1º de janeiro, que é o dia da posse, mas a partir do dia 2 nós pisaremos fundo no acelerador do desenvolvimento e do progresso.”

(Matéria publicada pelo o Jornal Opção no dia 08/08/2014.)

domingo, 3 de agosto de 2014

ATENÇÃO !!!!! FIQUEM A POSTOS !!!!!!!!






ATENÇÃO, COMPANHEIROS E COMPANHEIRAS!

FIQUEM A POSTOS!





Por esses dias, teremos uma grande oportunidade para demonstrarmos a nossa gratidão a uma pessoa, que, abaixo de Deus, é a quem mais devemos pela conquista da nossa Anistia. Uma pessoa que se orgulha em dizer que a maior obra dele como Governador de Goiás foi ter sancionado a Lei que nos anistiou e está nos reconduzindo aos quadros de servidores do Estado. Estamos falando de um dos melhores governadores de nossa história e um dos maiores estadistas desta Nação. Estamos falando do Excelentíssimo Governador do Estado de Goiás, Sr. Marconi Ferreira Perillo Junior.

Com a humildade que lhe é peculiar e, por iniciativa dele próprio, o sr. Governador solicitou a mim, presidente desta associação, que marcasse uma reunião com todos os anistiados. Por isso, caros irmãos e irmãs, pedimos que fiquem a postos. A reunião será no dia 7 próximo, às 20h, e, assim que o local for confirmado, enviaremos comunicado a todos.

Nós temos o dever, por gratidão, de estarmos presentes em massa nessa reunião e, além disso, mobilizarmos também os nossos familiares e amigos para esse encontro.



NOTA: Comunico a todos que estamos acompanhando de perto o andamento da ação movida pelo MPT, junto ao TRT - 18ª Região.

ANTONIO ALENCAR FILHO -
PRESIDENTE A R C - ASSOCIAÇÃO DE RESGATE E CIDADANIA DO ESTADO DE GOIÁS

domingo, 29 de junho de 2014

COMUNICADO & CONVOCAÇÃO

Caros irmãos e irmãs,



Comunicamos a todos que, após o pedido de vista do processo pelo desembargador Mário Sérgio Botazzo e, agora, com a sua devolução, o julgamento da nossa Anistia volta para a pauta do pleno do TRT, nesta quinta-feira, dia 03.07.2014, às 13h.

Solicitamos, pois, o empenho de todos os companheiros no sentido de comparecerem em massa, inclusive junto com os seus familiares, a fim de exercermos o poder silencioso das nossas presenças, uma forma de alcançarmos a manutenção da nossa Anistia.

Caros companheiros e companheiras, é indispensável a presença de todos, pois acreditamos que a união faz a força e que unidos somos imbatíveis.

Repetimos: atentem para o fato de que esse terrorismo jurídico está apenas começando, devemos, portanto, nos fazer presentes nesses atos que são de suma importância para todos nós.



O Tribunal Regional do Trabalho, 18ª Região, situa-se na Avenida T-1, esquina com a Rua Orestes Ribeiro, nº 1403 - Setor Bueno (mapa anexo).



Qualquer dúvida, entrem em contato através desse e-mail ou pelo telefone 3223-5474.







REFLEXÃO: "VENCEM OS QUE ACREDITAM QUE VENCERÃO." - Emerson





QUE DEUS CONTINUE NOS ILUMINANDO E NOS DANDO FORÇAS!




ANTONIO ALENCAR FILHO
Presidente da ARC


sexta-feira, 2 de maio de 2014

C O N V O C A Ç Ã O

Prezados Companheiros e Companheiras:



No dia 09/05/2014 apartir das 18 horas terá uma Assembléia Geral convocada pela a nossa Associação ARC, através de nosso presidente Antonio Alencar Filho e demais Diretores para tratar de assuntos gerais, dentre eles, a defesa jurídica. A reunião está confirmada para este dia e horário e o local previsto será no Auditório Gilson Alves - Edifício José Aquino Porto (Palácio das Indústrias) - subsolo Av. Anhanguera, 5440. Centro - Goiânia/GO
Aquele mesmo local onde foi realizada a última reunião.
Com certeza o companheiro Waldivino Alves Sobrinho fará a convocação oficial por email.

terça-feira, 25 de março de 2014

Foram reenquadrados mais 500 anistiados da CAIXEGO

(Foto by Dayse Lucidi)

Esta terça-feira, 25 de março de 2014 entra para a história dos anistiados da Caixego. Neste dia, o Governador Marconi Perillo reconduziu ao quadro do funcionalismo público estadual, mais 500 companheiros pertencentes a turma de 2014, totalizando mais de 1.000 ex funcionários da Caixego reconduzidos ao quadro de pessoal do Estado de Goiás, cumprindo-se assim 67% da totalidade que a lei n° 17.916/2012 prevê . Ao todo foram enquadradas na anistia 1.720 pessoas. A ARC- Associação de Resgate e Cidadania do Estado de Goiás, trabalha arduamente no sentido de alcançar com brevidade, a totalidade de todos os anistiados, resgatando assim, a cidadania e dignidade de todos os ex trabalhadores da Caixego, com o retorno de suas atividades profissionais no quadro efetivo do Governo de Goiás. Mesmo enfrentando entraves jurídicos, a ARC, reconhecidamente o nosso único instrumento jurídico, luta em todos os sentidos, para que as etapas em que foi dividida a LEI Nº 17.916, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2012, conforme prevê o Art. 7o, sejam abreviadas.

(Foto by Dayse Lucidi)

Na abertura do evento, o secretário de Gestão e Planejamento, Leonardo Villela, saudou os ex-funcionários da Caixego e lembrou a saída dele da administração pública por motivação política. “Hoje vocês recomeçam a jornada de vocês que foi tragicamente interrompida anos atrás, por um ato de perseguição exclusivamente política. Depois de muita luta, perseverança e determinação, hoje os senhores ganham de volta a cidadania graças ao governador”, afirmou o secretário fazendo um histórico do processo de reintegração dos ex-funcionários da Caixego.


“Mobilizamos a equipe Segplan para ter um atendimento célere e humanizado às pessoas que tiveram seus pedidos deferidos. O primeiro chamamento se deu em dezembro de 2013, com o início das atividades no primeiro dia útil daquele mês, que por sua vez foi precedido de um curso de capacitação sobre gestão pública estadual. Na atual solenidade, que faz o segundo chamamento dos servidores públicos habilitados a serem enquadrados, digo que estou honrado por acolher mais 500 novos colegas”, afirmou Leonardo Vilela.


Ao fim de sua fala, Vilela informou que seria entregue a cada um deles a portaria de enquadramento definitivo e a portaria de lotação que indica o órgão em que cada um iniciará suas atividades no Estado e as orientações do curso de atualização sobre gestão pública, que será realizado amanhã e na quinta-feira (26 e 27/03) na Escola de Governo Henrique Santillo.
(Foto by Dayse Lucidi)

"Que Deus seja a morada de todos nós, nesta passagem nossa, nesta terra." Com estas palavras Antonio Alencar Filho, presidente da ARC - Associação de Resgate e Cidadania do Estado de Goiás, iniciou seu breve discurso, saudando os companheiros anistiados, as autoridades presentes, convidados e familiares. Basicamente suas palavra se resumiram em gratidão, amizade, compromisso, confiança e sobretudo lealdade ao Governador Marconi Perillo.
(Foto by Dayse Lucidi)

Em seu discurso de saudação, o governador Marconi Perillo afirmou que os novos servidores vão agregar “muito valor” à administração pública goiana e que a liquidação extrajudicial da Caixego foi uma “página negra” na história de Goiás. De acordo com Marconi, a reinserção dos ex-servidores da Caixego nos quadros do funcionalismo estadual só foi possível porque estabeleceu-se uma “relação de confiança” entre eles e o governo. “Na vida, confiança é tudo”, resumiu.


Marconi ressaltou ainda que o governo estadual está muito satisfeito com o trabalho que vem sendo prestado pelos ex-servidores que já foram chamados. “Estão sendo uma mão de Deus a nos ajudar”, disse, referindo-se ao primeiro grupo, reconduzido no ano passado. “O nosso governo teve a coragem de enfrentar o problema e buscar uma solução jurídica – e devo dizer que não foi uma tarefa fácil, porque não eram poucos os que diziam que essa era uma causa perdida”, afirmou Marconi no discurso.


Também participaram da solenidade o vice-governador José Eliton Júnior, o secretário de Cidades, João Balestra, os presidentes da GoiásFomento, Juceg e Fapeg, os deputados estaduais Fábio Sousa e Nédio Leite (PSDB), Ademir Menezes (PSD) e Humberto Aidar (PT), o presidente da Associação Resgate e Cidadania, Antônio Alencar, ex-servidores e familiares, além de integrantes do governo Estado.

Estes são alguns dos anistiados, agora pertencentes novamente ao Quadro do Funcionalismo Público do Estado de Goias.

quarta-feira, 12 de março de 2014

Desembargadora-presidente recebe visita do presidente da Associação de Resgate da Cidadania do Estado de Goiás




A presidente do TRT Goiás, desembargadora Elza Silveira, recebeu a visita institucional do presidente da Associação de Resgate da Cidadania do Estado de Goiás (ARC-GO) e conselheiro da Associação Goiana de Imprensa de Goiás (AGI), Antônio Alencar Filho, na tarde desta quarta-feira, 12/3. Durante a visita, a desembargadora Elza Silveira afirmou que está sempre em busca dos direitos humanitários e dos que são discriminados. Ela também foi elogiada pelo presidente da ARC-GO. “O TRT está muito bem representado nas mãos de uma grande mulher humanística e, acima de tudo, sábia em suas decisões”, comentou.