CARTA AO JORNAL O ANÁPOLIS

Na penúltima edição do jornal "O Anápolis" foi publicada um comentário sobre o deputado estadual Frei Valdair, na qual se destaca a atuação apagada deste parlamentar que é o único representante da nossa querida cidade de Anápolis.
O reportagem foi publicada na coluna Conta Giro do Jornal O Anápolis:

Acorda Frei !

Frei Valdair vai precisar fazer mágica. O tempo passa e cada vez mais o deputado estadual anapolino se apaga no cenário político. Como parlamentar, Valdair não conseguiu fazer nada pelo município.Ostracismo hoje em dia, na segunda metade de seu mandato, sequer o deputado é consultado ou buscado para o debate de questões importantes do município.Nuvens negras conforme o andar de sua trajetória, é possível que o deputado passe por dificuldades em 2010 quando, certamente, tentará a reeleição.


Depois de ler esta matéria , achei interessante escrever para o diretor deste Jornal, o jornalista Dilmar Ferreira, e relatar o tratamento que foi dispensado ao nosso movimento por este deputado e para minha surpresa, a carta que enviei foi publicada na íntegra na edição de 05/04/09 deste jornal.


Prezado Jornalista :

Sou leitora de seu jornal há muitos anos e sempre acompanho as notícias de nossa cidade e município através deste veículo de comunicação.Sou ex funcionária da Caixego e juntamente com meus companheiros, lutamos pela anistia, a qual achamos justa e que já foi provada através de documentos, relatos, jurisprudência, estudos jurídicos, que ela é Constitucional. Sem contar, que a nossa querida Caixego foi liquidada por um ato extra judicial e que nós, os ex funcionários, somos os únicos que fomos demitidos e não reabsorvidos pelo o governo, como aconteceu com todos os órgãos extintos ou liquidados pelo o governo estadual. Infelizmente carregamos esta triste estatística de sermos os únicos desprezados pelos os governantes de nosso estado.Como é de conhecimento de toda a sociedade goiana, estamos travando um embate na Assembléia Legislativa de Goiás para apresentarmos uma nova PEC que nos concede o “direito de buscar direito”, ou seja, esta PEC não representa a anistia de imediato, e sim, um meio de reivindicar o que nos foi tirado arbitrariamente, por revanchismo do Collor de Mello.Estou escrevendo este email por conta de uma matéria que li na “Conta Giro” com o título: Acorda Frei...Achei interessante pelo o fato de mostrar o quanto é apagado o nosso único representante na Assembléia Legislativa do Estado de Goiás. O nosso movimento que envolve em torno de quase 2.000 pessoas diretas e indiretamente se fizermos uma projeção, com certeza somos muito mais de 20 mil votos. E nós os representantes de Anápolis, mais ou menos 60 pessoas, estivemos no gabinete deste parlamentar, solicitando dele que nos apoiasse, e que nos representasse dando sua assinatura no requerimento que necessitava de 21 assinaturas para voltar a pauta, porém saímos de lá envergonhados, porque a atitude dele foi de parlamentar apagado mesmo, ou seja, em cima do muro. O que ele nos alegou é que precisaria conversar com outros parlamentares do seu partido, sendo que o deputado Marlucio Pereira também do PTB, procurou a direção do nosso movimento e além de assinar este requerimento nos conferiu todo o seu apoio. Já se passaram mais de um mês e até hoje este resposta não veio. Portanto, acho mesmo que este Frei precisa acordar...Gostaria de pedir, ao nobre jornalista, divulgação do nosso movimento, da nossa luta.
Um grande abraço
Maria Ivone Alves Figueiredo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

27 ANOS APÓS MASSACRE POLÍTICO

3ª ETAPA - EM RUMO AOS RESGATES DEVIDOS !

Estamos de volta !!!!