sexta-feira, 3 de abril de 2009

É PRECISO CALMA

Meus caros companheiros:

Hoje pela manhã conversei longamente com o presidente da nossa Associção, Arc,o Alencar, que na oportunidade relatou o seu trajeto de luta, nestes ultimos dias.
Depois da audiência na presidência da República, o nosso líder, já esteve em reunião com o arcebispo de Goiânia, Dom Washington Cruz, narrando para ele toda trajetória de nosso movimento, quais são os parlamentares que estão do nosso lado, o apoio das mais diversas entidades classistas, enfim toda a gama de apoio que temos na sociedade goiana.
O nosso movimento de anistia esteve presente na manifestação contra a crise, na Praça dos Bandeirantes, no último dia 30 de março, com uma bandeira imensa, e discurso do nosso líder, Antonio Alencar.
O nosso presidente atendendo a convite do movimento que luta contra a PEC que reduz os repasses de verbas a UEG participou desta reunião, quando foi amplamente aplaudido pelos os presentes ao adentrar no recinto e quando proferiu um discurso inflamado e coerente.
Portanto, companheiros, A nossa Associação, comandada pelo o Alencar não pára, é como uma engrenagem de um relógio, porém até mesmo o relógio precisa de pilha para funcionar, e a pilha, a energia para a nossa a Associação é a confiança que nós depositamos neles. Eles precisam que todos nós tenhamos um discurso só, focado em nosso objetivo maior, que é a nossa Anistia.
Estou enfocando nesta confiança porque entre nós mesmos nascem boatos infundados, notícias inexistentes que de boca em boca, criam dimensões catastróficas. Não se deixem levar por especulações, quem sabe, talvez. A notícia real e concreta você obtém quando fala com a ARC, e é isto que faço, todas as vezes que publico notícias aqui neste blog.
Portanto, caros, companheiros vamos vigiar e nada de disse me disse. O nosso movimento é sério, existe acontecimentos que não podem ser divulgados pelo o Alencar, porque atrapalharia nossa evolução. Confiem, a luta é de 24 horas por dia e confiem sobretudo em Deus.

Um grande abraço da companheira

Marivone

Nenhum comentário:

Postar um comentário